Líder-servo

O mundo dos negócios é altamente competitivo, somos sempre desafiados a ultrapassarmos nossos limites, superar os concorrentes. Como líderes, precisamos instigar nossos liderados a darem o máximo de si para o alcance dos objetivos, mas pouco, ou nunca, se fala em servir, mesmo que em toda organização servimos outros departamento ou pessoas, ou somos servidos por esses.

Para liderar nesta realidade competitiva e capitalista, podemos adotar duas posturas, uma de resultados somente, onde a todo custo buscamos atingir os objetivos numéricos e somente isso, não nos importando com quem está ao nosso lado, mas sim com o quê estamos lidando, ou podemos ser  líderes-servos que, com o foco também nas pessoas, atinge resultados muito mais satisfatórios e duradouros.

Um grande exemplo de líder-servo foi Jesus Cristo. Não vou discutir aqui sua autoridade espiritual, ou sua divindade, pois é algo incontestável, mas sim sua postura enquanto líder. Certa vez, quando Jesus estava à mesa com seus discípulos, seus liderados, não havia ninguém naquele lugar que pudesse lavar os pés deles antes daquela refeição (costume tradicional dos judeus). Jesus então fez esta tarefa, lavando os pés daqueles que, na visão corporativa, estavam num nível hierárquico inferior ao dele.

Para muitos essa atitude pode  parecer humilhante, mas o líder-servo Jesus, ensinou uma lição aos seus liderados que eles nunca iriam esquecer, pois viram o exemplo sendo dado a eles. Jesus enfatizou a idéia de sua ação, dizendo que os discípulos deveriam fazer como ele fez, não o que ele fez, mostrando que mais importante que a ação de lavar os pés, era a postura de servir.

É comum encontramos nas empresas equipes desestruturadas que se abalam tão facilmente por falta desta postura de servir, pois todos querem ser servidos, mas servir não. Quando estamos liderando uma equipe precisamos entender que não somos proprietários daquelas pessoas, somos apenas alguém que irá coordenar as ações para que juntos se obtenha um resultado.

A ideologia do líder-servo implica em mudança de postura, em empatia, em ajuda ao outro, em relacionamento, em competitividade sadia, em companheirismo, tudo isso voltado para o alcance de um objetivo.

Pense nisso e tente adotar essa idéia.

Pablo Nascimento Beloni – @redator do INPG BLOG

0 Responses to “Líder-servo”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: